Vacinação: informações sobre intolerância, alergias e reações adversas

Powered by Rock Convert

Saiba tudo sobre a reação adversa à vacinação e tire as suas principais dúvidas sobre intolerâncias e alergias.

Muitas pessoas possuem as mesmas dúvidas. Mas afinal: por que alguns sofrem com reações adversas de vacinas? É possível tomar qualquer vacina caso possua alguma alergia ou intolerância alimentar? 

Por isso, preparamos um conteúdo exclusivo para você tirar todas as suas dúvidas sobre a relação entre vacinas, intolerâncias, alergias e reações adversas. Confira o artigo na íntegra!

Quem possui alguma alergia ou intolerância pode se vacinar?

Tudo vai depender do grau de alergia ou intolerância. Pergunte sempre a seu medico, afinal, a imunização é essencial para prevenir varias doenças que são prejudiciais a saúde.

No entanto, algumas precauções devem ser adotadas em cada caso.

Cada situação vai ser diferente da outra , e cada conduta vai depender de cada situação, mas sempre é avaliada com cautela pelo profissional responsável. Portanto, informe casa tenha alguma cautela, por mais simples que possa parecer!

Você pode contar com a nossa equipe através do fone (48) 3086-7100

– Vacine-se em casa: Atendimento Domiciliar.

Vacinação em alérgicos e intolerantes: a informação é essencial

Caso você possua qualquer tipo de alergia ou intolerância, é importante comunicar aos profissionais de saúde responsáveis por sua vacinação.

Essa conduta é essencial para evitar complicações maiores. Sejam elas efeitos colaterais, reações ou alergias.

Isso porque determinados lotes/versões de vacinas podem conter componentes relacionados com algumas alergias e intolerâncias.

Você pode contar com a nossa equipe para tirar todas as suas dúvidas! Estaremos sempre disponíveis para atendê-lo, basta visitar nosso site ou entrar em contato pelo telefone (48) 3086-7100. 

Reações adversas em vacinas

A vacinação é uma ação importante em todas as etapas da vida. Ela inclui a proteção contra várias doenças, como a gripe, meningite, febre amarela, e muitas outras.

Com o avanço da medicina, as vacinas atuais são altamente seguras e potentes para proteger a população. E apesar de poderem surgir efeitos colaterais, é crucial manter a carteirinha de vacinação em dia.

Os efeitos adversos mais comuns em vacinas são:

  • Febre;
  • Dor e vermelhidão no local.

Por sorte, não há nada com o que se preocupar. Visto que os sinais são transitórios e geram apenas um leve desconforto – que desaparece sozinho em pouco tempo.

Caso seu bebê ou qualquer outra pessoa da família esteja passando por outros tipos de reações adversas, vale a pena consultar um serviço de urgência e emergência para verificar o que está acontecendo.

Ainda assim, a imunização jamais deve ser deixada de lado. Afinal, ela promove saúde e soma mais qualidade de vida para todos!

Durante quanto tempo as vacinas podem causar reações?

De maneira geral, uma reação adversa pode surgir até 48 horas após a aplicação de uma vacina.

As reações podem ser mais comuns em bebês, que ainda são sensíveis e possuem o sistema de defesa imaturo. Mesmo assim, a vacinação é indicada por toda a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Vacina Gripe 2021Powered by Rock Convert

Assim, casos de reações adversas em vacinas raramente geram preocupações. Os sinais podem ser tratados em casa.  Sendo que a maioria dos sintomas desaparecem completamente após 2-3 dias.

Caso os sintomas persistam por um grande período de tempo, cabe à família entrar em contato com um atendimento médico especializado.

– Orientação Vacinal Sem Custo Para Gestantes.

Quem deve ter mais cuidados com reações adversas das vacinas?

Pessoas imunodeprimidas e mulheres grávidas fazem parte do grupo de pessoas que mais precisam se preocupar com sinais adversos.

Algumas imunizações com vacinas atenuadas ou agentes virais vivos devem ser bem pensadas.

Intolerantes e alérgicos também devem alertar os profissionais de saúde.

Assim, é possível manter a vacinação em dia, mas prevenir complicações indesejáveis.

Por isso, vale a pena se informar com os profissionais da Proteger Vacinas sobre o seu caso. Somos especialistas na área de imunização e estaremos prontos para ajudá-lo a colocar a sua saúde em primeiro lugar.

Vale a pena se vacinar em plena pandemia?

Com a pandemia de COVID-19, muitas pessoas estão com medo de sair de casa.

Contudo, a vacinação é uma atividade essencial. E não pode ser ignorada!

Assim como o Coronavírus, várias outras doenças podem ser extremamente perigosas e prejudiciais para a saúde.

Portanto, não devemos deixar a saúde de lado e abandonar as vacinações necessárias. Fazendo com que as vacinas de rotina sejam mantidas mesmo com a quarentena/isolamento social.

Acompanhe o seu calendário e vacine-se sempre que necessário. Lembre-se que a prevenção ainda é o melhor remédio – seja qual for a doença.

Para te ajudar nessa trajetória. Preparamos um artigo com dicas para a vacinação durante o período de pandemia. Não deixe de conferi-lo e cuide-se ao sair de casa. 

Proteja-se com qualidade e segurança

Se você possui qualquer intolerância ou alergia alimentar, entre em contato com a Clínica Proteger Vacinas.

Temos uma equipe de profissionais altamente especializados, capazes de aconselhar as melhores condutas de vacinação – colocando sempre a sua saúde como prioridade.

Caso tenha medo das reações adversas provocadas pelas vacinas, também é válido entrar em contato com a gente.

Estaremos prontos para te explicar o passo a passo de cada vacina, mostrando que a imunização é a melhor forma de prevenir uma série de complicações ainda mais indesejáveis. 

Para conferir mais dicas sobre imunização, não deixe de acompanhar o Blog Proteger Vacinas.  Estamos sempre postando novidades para manter toda a sua família bem informada.

Visite a clínica e conte conosco para se vacinar com qualidade e segurança – independente de qual for a sua reação alérgica ou intolerância alimentar.

Powered by Rock Convert

Você pode gostar

A importância das vacinas Pneumo 13 e Pneumo 23

Vacina HPV: quem deve tomar e para que serve?

A importância da amamentação e a relação com outras vacinas

Vacina Meningocócica ACWY: o que é e quem deve tomar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *