Tetra Viral – A vacina que protege contra 04 doenças

A vacina Tetra Viral, como o próprio nome sugere, imuniza o organismo contra 4 tipos de doenças: Sarampo, Rubéola, Caxumba e Varicela (Catapora).

COMO TOMAR
A Vacina Tetra Viral é indicada para a prevenção de sarampo, caxumba, rubéola e varicela em crianças com idade de 12 meses até 12 anos no seguinte esquema:
– Crianças a partir de 12 meses: uma dose aos 12 meses e reforço entre 15 e 24 meses (intervalo mínimo de 3 meses entre as doses).
– Crianças a partir de 2 anos até 12 anos de idade: duas doses com intervalo de três meses.

EFEITOS COLATERAIS
Os possíveis efeitos colaterais são: vermelhidão, coceira e sensibilidade no lugar onde foi aplicada a vacina. É uma vacina segura e bem tolerada, o organismo aceita e induz uma resposta muito rápida de imunidade. Todos os quatro componentes desta vacina obrigatória são altamente imunogênicos e eficazes, dando imunidade duradoura por praticamente toda a vida.

CONHEÇA MAIS SOBRE CADA DOENÇA:
Catapora: A doença que pode acometer tanto adultos quantos crianças, faz com que o indivÍduo note o surgimento de bolinhas pelo corpo, o que causa coceiras e pode deixar marcas. Apesar de ser uma doença comum, e mais comum ainda em crianças menores de 10 anos, a Catapora pode parecer ser simples, mas se os devidos cuidados não forem tomados, a doença pode se agravar. E se você não sabe como identificar a Catapora, saiba que a doença começa com as tradicionais manchinhas e bolinhas na pele, que em uma criança pode chegar até a 500 marcas na pele. Além disso, é considerada uma doença altamente contagiosa, pois pode ser transmitida pelo contato do líquido que sai da bolinha ou mesmo por um simples espirro.

Caxumba: A doença que tem como principal reação o inchaço e a dor nas glândulas salivares costuma causar muito incômodo e torna necessário que o indivíduo evite esforços. Sabe como ela é transmitida? Na realidade a doença é causada por um vírus, que pode ser transmitido pelo contato com a saliva do doente ou mesmo por gotículas respiratórias.
Sarampo: A doença é uma das principais responsáveis pela morte de crianças em países de terceiro mundo. Causada pelo vírus Morbillivirus e considerada uma doença infectogiosa, o Sarampo é transmitido por um simples contato com a saliva do doente. Por ser considerada uma doença grave, o Brasil investiu em campanhas de vacinação, o que faz com a mortalidade no país não chegue a nem 0,5% atualmente.

Rubéola: Causada por um vírus e transmitida por um contato muito próximo ou até pelo ar, a doença é considerada infecciosa e assim como a catapora provoca alterações na pele. Além disso, é altamente contagiosa, já que o indivíduo pode transmiti-la antes de ter as erupções na pele até mesmo após duas semanas do desaparecimento da doença. A rubéola pode acometer mulheres grávidas, que são capazes de transmitir a doença para o bebê que está no ventre. Portanto, a vacinação na infância é fundamental, já que torna quase nula a chance de o indivíduo contrair a enfermidade. Mas no caso de a vacinação acontecer na fase adulta, as chances de contrair a doença são um pouco maiores, se comparada com as crianças vacinadas.

Você pode gostar

Vacina da Gripe pode proteger doenças cardíacas

Entenda a mutação do vírus da Gripe

Vacina da Gripe – O que você precisa saber?

Febre amarela – é real, perigosa e urgente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *