Meningocócica conjugada quadrivalente (4 sorotipos; acwy)

A doença meningocócica é considerada um problema de saúde pública mundial por ser altamente contagiosa, com consequências potencialmente incapacitantes, como surdez, epilepsia e outras desordens neurológicas; em casos graves, pode até ser fatal. O maior risco de contrair a doença é em crianças e bebês nos primeiros quatro anos de suas vidas, com um segundo pico em adolescentes. Certos grupos, como os viajantes para áreas com níveis endêmicos de doença meningocócica ou exposição a situações de superlotação, podem estar em maior risco de doença meningocócica.

A vacina meningocócica ACWY conjugada é indicada para imunização ativa de crianças, adolescentes e adultos com risco de exposição a Neisseria meningitidis dos grupos A, C, W-135 e Y.
Quem pode se vacinar: Existem duas vacinas, uma licenciada a partir de 1 ano de idade e outra a partir de 2 meses de idade. As sociedades brasileiras de Imunizações e de Pediatria recomendam vacina meningocócica ACWY preferencialmente no esquema de vacinação infantil (aos 3, 5 e 7 meses), bem como para os três reforços: de 12 a 15 meses, aos 5 anos e aos 11 anos de idade. É também a vacina preferencial para a imunização de adolescentes e adultos.

Contraindicações: Apenas as comuns a todas as vacinas: alergia grave (anafilaxia) a um dos componentes da vacina.

Esquema de doses: Três doses no primeiro ano de vida (aos 3, 5 e 7 meses de idade), com doses de reforço entre 12-15 meses e aos 5 e 11 anos. Para adolescentes: duas doses com intervalo de 5 anos.

Para adultos: dose única, mas outras doses de reforço poderão ser recomendadas a critério médico, a partir da análise de risco (epidemias, surtos etc.).

Eventos Adversos: Geralmente locais: dor, calor, enduração, vermelhidão nas 24/72 horas seguintes à aplicação. Podem ocorrer febre e dor de cabeça.

Você pode gostar

Vacina da Gripe pode proteger doenças cardíacas

Entenda a mutação do vírus da Gripe

Vacina da Gripe – O que você precisa saber?

Febre amarela – é real, perigosa e urgente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *